Your address will show here +12 34 56 78
Raul Dória

Finalmente, vamos poder matar saudades!


No próximo dia 15/09/2021 a Raul Dória assinalará o inicio do ano letivo 2021/2022 com o acolhimento dos alunos das turmas do 3º ano.

 

As apresentações decorrerão nos seguintes horários:

 

  • 10:00 – 3º Técnico de Comércio

  • 11:00 – 3º Técnico de Turismo

  • 11:00 – 3º Técnico de Organização de Eventos

 

No dia 16 de Setembro, irá receber os alunos das turmas de 2º ano para uma sessão de apresentação.

 

As apresentações decorrerão nos seguintes horários:

 

  • 10:00 – 2º Técnico de Comércio

  • 10:00 – 2º Técnico de Organização de Eventos

  • 11:00 – 2º Técnico de Turismo

    • 11:00 – 2º Técnico de Secretariado

 

A 17 de Setembro, será assinalado o início de uma grande caminhada para os nossos novos alunos, dia no qual iremos receber os alunos das turmas do 1º ano para uma sessão de apresentação.

 

As apresentações decorrerão nos seguintes horários:

 

  • 09:00 – 1º Técnico de Ação Educativa

  • 10:30 – 2º Técnico de Comércio

  • 12:00 – 1º Técnico de Contabilidade

    • 14:00 – 1º Técnico de Informática de Gestão

       

      Desejamos a todos os alunos muito sucesso nesta nova etapa!

 

0

Inscrições

A Escola Profissional Raul Dória encontra-se a aceitar as últimas inscrições para os Cursos Técnico de Contabilidade e Técnico de Informática de Gestão, a iniciar no próximo mês de Setembro na cidade do Porto.

 

 

Estes cursos profissionais têm a duração de 3 anos e dupla certificação: 12º ano de escolaridade + Certificado Profissional Nível 4 e destinam-se a jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 19 anos que tenham concluído o 9º ano de escolaridade e que pretendam uma formação mais prática com ligação ao mundo do trabalho.

 

 

Os benefícios destes cursos são os seguintes:

 

– Bolsa de material (Escalão A: 163,00€ / Escalão B: 81,50€ / Escalão C: 36,75€);

– Subsídio de alimentação;

– Bolsa de profissionalização (43,88€ p/ mês de estágio);

– Subsídio de transporte;

– Seguro de acidentes pessoais;

– Estágio em empresa do setor;

– Qualificação profissional certificada;

– Acesso direto ao ensino superior;

– Participação em projetos Erasmus+.

 

 

Se procuras um curso profissional com equivalência do 12º ano, não percas mais tempo e faz já a tua inscrição:

 

Curso Técnico de Contabilidade

Curso Técnico de Informática de Gestão

 

 

Se necessitares de mais informações acerca dos cursos em questão, consulta os artigos que preparamos exclusivamente para ti:

 

Tudo o que precisas de saber sobre o Curso Profissional de Técnico de Contabilidade

Tudo o que precisas de saber sobre o Curso Profissional de Técnico de Informática de Gestão

 

 

Dá asas ao teu futuro!

0

Cursos

O Técnico de Ação Educativa é o profissional qualificado e apto a cuidar de crianças com idade até aos 6 anos, incluindo crianças com necessidades específicas de educação, durante as suas atividades quotidianas e de tempos livres, garantindo a sua segurança e bem­-estar e promovendo o seu desenvolvimento adequado.

 

Este curso tem a duração de 3 anos e dupla certificação: 12º ano de escolaridade + Certificado Profissional Nível 4.

 

 

Atividades Principais

 

– Colaborar e/ou executar a planificação das atividades pedagógicas e lúdicas nos diversos contextos em que atua, tendo em conta as necessidades educativas e a idade das crianças ao seu cuidado;

– Cuidar de crianças em creches, jardins de infância e estabelecimentos similares;

– Cuidar de crianças em Atividades de Tempo Livres (ATL);

– Cuidar de crianças com necessidades específicas de educação, colaborando na programação, no desenvolvimento e no acompanhamento das suas atividades quotidianas e de tempos livres;

– Assegurar as condições de higiene, segurança e organização do local onde as crianças se encontram, bem como, dos brinquedos e outros materiais utilizados;

– Informar os encarregados de educação e/ou o/a Educador/a de Infância sobre eventuais problemas de saúde ou outros respeitantes às rotinas diárias da criança.

 

 

Saídas Profissionais

 

– Creches;

– Jardins-de-infância;

– Escolas;

– Instituições de solidariedade social;

– Internatos e outras estruturas de apoio escolar e familiar.

 

 

Benefícios

 

– Bolsa de material (Escalão A: 163,00€ / Escalão B: 81,50€ / Escalão C: 36,75€);

– Subsídio de alimentação;

– Bolsa de profissionalização (43,88€ p/ mês de estágio);

– Subsídio de transporte;

– Seguro de acidentes pessoais;

– Estágio em empresa do setor;

– Qualificação profissional certificada;

– Acesso direto ao ensino superior;

– Participação em projetos Erasmus+.

 

 

Se é este o curso que procuras, não percas mais tempo e garante a tua vaga na Raul Dória!

 

Faz já a tua inscrição!

0

Raul Dória

A Escola Profissional Raul Dória participou num momento de discussão do projeto LIDA – Learning Inclusion in a Digital Age, um projeto europeu implementado por uma equipa da FPCEUP – Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, em cooperação com parceiros da Noruega, Itália e Reino Unido, que visa produzir conhecimento sobre políticas e práticas que se desenvolvem em diversos contextos de intervenção nacionais e que procuram promover a inclusão social de pessoas adultas em situações de vulnerabilidade.

 

No âmbito deste projeto, tem-se como importante escutar e dialogar com diversos atores que possam contribuir para a construção de um conhecimento aprofundado e informado sobre as dificuldades e os desafios no que respeita à promoção de processos de inclusão social, com especial enfoque nos que envolvem uma componente socioeducativa.

 

É criada uma série de culturas inovadoras de inclusão na aprendizagem, utilizando recursos distantes, em linha e combinados para o número crescente de minorias adultas em situações de vulnerabilidade na Europa, particularmente migrantes e refugiados e outras pessoas em risco de pobreza e exclusão social.

 

Este grupo enfrenta desafios em matéria de saúde, emprego, género, cultura e educação à chegada e mesmo à medida que a segunda ou terceira geração cresce na Europa. Isto é agravado pela falta de acesso às aptidões e competências necessárias para se tornar socialmente incluído.

 

Todas as sociedades europeias enfrentam o risco de que as minorias adultas em situações de vulnerabilidade permaneçam espectadores na sociedade sem a capacidade vitalícia de serem cidadãos ativos capazes de expressar claramente as suas necessidades, identidades e sentido de pertença.

 

No LIDA, as minorias adultas em situações de vulnerabilidade, entendidas como refugiados e migrantes e outras pessoas em risco de pobreza e de exclusão social, e os seus professores e profissionais associados, comprometem-se com estas questões e aprendem a criar culturas de inclusão e um tipo particular de voz expressando pertença e cidadania ativa apoiada por recursos de aprendizagem digital, tais como narrativas digitais.

0

Cursos

O Técnico de Informática de Gestão é o profissional qualificado que possui competências no âmbito da gestão das organizações, nomeadamente na construção de modelos de gestão de negócios/projetos, criando matrizes com recurso a aplicações informáticas para as micro, pequenas e médias empresas, com vista à eficácia de resultados. Está apto a apoiar a coordenação de departamentos de informática e a proceder ao desenvolvimento, instalação e utilização de aplicações informáticas em qualquer área funcional de uma organização/empresa.

Este curso tem a duração de 3 anos e dupla certificação: 12º ano de escolaridade + Certificado Profissional Nível 4.

 

 

Atividades Principais

 

– Instalar, configurar e efetuar a manutenção de diferentes sistemas operativos e de software de aplicação;

– Instalar, configurar, desenvolver e efetuar a manutenção de bases de dados;

– Avaliar e participar na escolha de utilitários, assim como nas políticas de segurança em sistemas informáticos;

– Desenvolver aplicações na área de gestão;

– Avaliar e participar na escolha de ferramentas de gestão;

– Analisar, testar e implementar ferramentas de gestão;

– Parametrizar e adequar, a necessidades específicas, ferramentas de gestão existentes;

– Analisar problemas e propor soluções adequadas aos meios existentes na empresa;

– Desenvolver módulos que complementem as aplicações de gestão, à medida das necessidades da empresa;

– Desenvolver, distribuir, instalar e efetuar a manutenção de aplicações informáticas, utilizando ambientes e linguagens de programação orientados a objetos, procedimentais e visuais;

– Desenvolver, instalar e manter servidores, páginas e sistemas de informação nas tecnologias web;

– Colaborar na gestão de meios humanos, materiais e financeiros;

– Participar na execução da contabilidade geral da empresa;

– Apoiar o processamento de salários;

– Utilizar aplicações de faturação, stocks, contas correntes, imobilizadas, contabilidade e salários;

– Participar na organização dos processos e procedimentos das obrigações fiscais;

– Participar nos processos e procedimentos referentes aos diversos regimes de proteção social;

– Apoiar o expediente e o arquivo;

– Participar na elaboração de relatórios e mapas de gestão.

 

 

Saídas Profissionais

 

– Empresas informatizadas ou em processo de informatização;

– Empresas de informática;

– Entidades bancárias;

– Agências de seguros;

– Serviços de administração local;

– Empresas de software;

– Empresas de multimédia e publicidade.

 

 

Benefícios

 

– Bolsa de material (Escalão A: 163,00€ / Escalão B: 81,50€ / Escalão C: 36,75€);

– Subsídio de alimentação;

– Bolsa de profissionalização (43,88€ p/ mês de estágio);

– Subsídio de transporte;

– Seguro de acidentes pessoais;

– Estágio em empresa do setor;

– Qualificação profissional certificada;

– Acesso direto ao ensino superior;

– Participação em projetos Erasmus+.

 

 

Se é este o curso que procuras, não percas mais tempo e garante a tua vaga na Raul Dória!

 

Faz já a tua inscrição!

0

Raul Dória

Hoje, é notícia de que apenas 36% dos alunos do ensino secundário frequentam um curso profissional, quando a média na EU se situa nos 60%. 

 

Lembro que, a propósito do clamor do tecido empresarial e do país em geral, por recursos humanos qualificados a proclamação, feita há alguns anos, pelo Senhor Primeiro Ministro e pelo Ministro da Educação foi que a meta, a atingir em 2020, seria de 50% dos alunos do ensino secundário a frequentar a via profissionalizante. 

 

Pois o que aconteceu é que a taxa já atingiu os 43%, mas nos 2 últimos anos tem vindo a descer atingindo agora os 36%. Divergindo claramente do que ocorre na Europa. 

 

Há explicações para que isto aconteça? Há e são várias. 

 

Começando pela confirmação de que não basta estabelecer metas e esperar passivamente, ou ter fé, que elas sejam atingidas. 

 

Não basta que o Senhor Presidente da República e o Senhor Primeiro Ministro venham, uma vez por ano, enaltecer publicamente as virtudes, os méritos e as vantagens, para o jovem, do ensino profissional. E pronto, já está.  

 

Similar ao que se passa com o envelhecimento da população, pois não basta desafiar os casais a ter mais filhos e esperar que tal aconteça. 

 

Outra explicação assenta no facto de que ainda subsiste, em alguns agentes educativos: Diretores de Escolas e Agrupamentos, professoras(es), psicólogas(os), a ideia e opinião, percecionada pelos jovens, pelos pais e pela sociedade em geral, de que o ensino profissional está vocacionado para os alunos considerados (por muitas vezes erradamente) menos capacitados para concluir a escolaridade obrigatória, porque será mais fácil. Este preconceito assenta na ignorância acerca do que realmente é, como funciona e os resultados que ensino profissional obtém. 

 

Este preconceito continua a existir, ainda, em alguma opinião pública, pelo mesmo motivo: ignorância. Tanto mais grave quanto advém de alguns influenciadores, com acesso privilegiado e frequente aos meios de comunicação social com maiores audiências. Sobretudo vindo daqueles que estão convencidos que sabem de tudo ou, já agora como está na moda, acham que são especialistas em todas as matérias. 

 

E ainda uma outra explicação, por agora, que será o fator mais preponderante: a maioria das empresas que compõem o nosso tecido empresarial, não valoriza e não discrimina positivamente os jovens que obtêm uma qualificação profissional de nível IV, simultaneamente à conclusão do 12º ano de escolaridade. 

 

A via profissionalizante do ensino secundário não é mais fácil nem mais difícil do que a via ensino. São distintas, mas dão o mesmo resultado na vertente da escolaridade: 12º ano e acesso ao ensino superior. 

 

Mas a via profissionalizante confere ainda uma qualificação certificada para exercício de uma profissão, porque a formação assenta prioritariamente no “saber fazer” e não se fica pelo “saber saber”. E a via ensino não. 

 

Paulo Sousa – Diretor da Escola Profissional Raul Dória 

0

Cursos

O Técnico de Comunicação e Serviço Digital é o profissional qualificado e apto a assegurar a comunicação comercial e o serviço ao cliente em entidades de diferentes tipologias, através de meios interativos ou digitais.

Este curso tem a duração de 3 anos e dupla certificação: 12º ano de escolaridade + Certificado Profissional Nível 4.

 

 

Atividades Principais

 

– Atender e aconselhar os clientes relativamente a produtos ou serviços através de meios interativos ou digitais;

– Receber e gerir pedidos de assistência de clientes relativamente a produtos ou serviços através de meios interativos ou digitais;

– Tratar e encaminhar reclamações de clientes através de meios interativos ou digitais;

– Implementar e monitorizar estratégias de promoção de produtos e serviços através de meios interativos ou digitais;

– Vender e assegurar os procedimentos da venda em meios interativos ou digitais;

– Registar, resolver e encaminhar situações comerciais, faturação, contencioso, pontos de situação sobre pedidos em curso e identificação de oportunidades de venda;

– Coordenar a atividade das equipas de trabalho em contact centre.

 

 

Saídas Profissionais

 

– Empresas de serviços, indústria e comércio que optem por soluções de comunicação, com o cliente, suportada pela Internet e através de vários meios digitais;

– Associações comerciais e empresariais;

– Gabinetes de comunicação e marketing digital de instituições públicas e privadas.

 

 

Benefícios

 

– Bolsa de material (Escalão A: 163,00€ / Escalão B: 81,50€ / Escalão C: 36,75€);

– Subsídio de alimentação;

– Bolsa de profissionalização (43,88€ p/ mês de estágio);

– Subsídio de transporte;

– Seguro de acidentes pessoais;

– Estágio em empresa do setor;

– Qualificação profissional certificada;

– Acesso direto ao ensino superior;

– Participação em projetos Erasmus+.

 

 

Se é este o curso que procuras, não percas mais tempo e garante a tua vaga na Raul Dória!

 

Faz já a tua inscrição!

0

Solidariedade

Em 2018, a uma semana de fazer 13 anos, a Margarida sofreu uma rutura de MAV (um derrame cerebral severo por rutura de malformação arteriovenosa), ficando com uma incapacidade de 98%, sem mobilidade, nem capacidade de comunicação (verbal) e de resposta às suas necessidades básicas de alimentação e higiene.

 

De forma a ajudarmos novamente a Margarida nos seus tratamentos, a Raul Dória criou uma nova campanha de recolha de tampinhas.

 

Sorrisos e reações frequentes dizem-nos que ainda tem muita música no avesso (não fosse ela bailarina desde os 3 anos!) e queremos trazê-la ao de cima.

 

Ao longo dos últimos 2 anos, os pais não olharam a meios para melhorar a qualidade de vida da sua filha, mas hoje os custos são incomportáveis.

 

“A música chega, por vezes, a lugares que as palavras não alcançam. Direta da alma para o coração, é a linguagem universal do que permanece de bom no mundo, e, por isso, faço uso dela para contar a história da Margarida, na esperança de que os sons da solidariedade se façam ouvir sem fronteiras.” Estas são as palavras que se podem ler na página Music’ALMA, um projeto que nasceu para apelar à solidariedade através da partilha da música.

 

 

Music’ALMA

 

Carlos, professor de música, pai da Margarida e do César, conta-nos através da página que criou, Music’ALMA, que através deste projeto, “apelamos (eu e a restante família da Margarida) à vossa ajuda (sobretudo financeira) para suportar os custos inerentes ao tratamento da nossa pequena bailarina dos afetos, convidando-vos a contribuir, com o que vos for possível, para ajudar a Margarida a trazer ao de cima a música alegre que (ainda) vive dentro dela.”

 

Qualquer contribuição, por mais pequena que seja, será valiosa e pode ser investida em:

 

– Mais terapias diárias e semanais para a Margarida;

– Numa cirurgia (miotenofasciotomia) com elevada urgência, para retardar a atrofia dos membros superiores e inferiores, cujo local mais próximo é em Espanha (Madrid); cerca de 4000€ + viagens;

– Tratamentos inovadores e (muito!) dispendiosos à base de células estaminais (o valor mensal ascende os 25 mil euros!)

 

 

Como pode ajudar a Margarida?

 

Para ajudar a Margarida, deve contactar o projeto Music’ALMA através do email projeto.musicalma@gmail.com, ou se pretender efetuar uma doação monetária, pode fazer uma transferência bancária para o IBAN – PT50003505020000479190056 / Swift – CGDIPTPL

 

 

Dois às 10 da TVI dá a conhecer Music’ALMA

 

No programa da TVI “Dois às 10”, o pai da Margarida solicitou ajuda pela salvação da sua filha, nomeadamente para os tratamentos, com esperança que ela recupere. “Por mês, gastamos 1600 euros só em terapias”, explica.




Margarida está a ser acompanhada em fisioterapia intensiva, reiki, terapia da fala, acupuntura e eletroterapia.

 

 

Tampem-se à Margarida!

 

O ano passado, a Raul Dória organizou a campanha de recolha de tampinhas “Tampa-te à Margarida” e conseguimos angariar uma tonelada de tampinhas. Este ano, contamos novamente com a sua preciosa ajuda na obtenção das tampinhas de plástico.

 

Um simples gesto, pode mudar a vida da Margarida! Por isso, junte as tampinhas! Nós recolhemos, basta entrar em contacto connosco.

 

O cartaz desta iniciativa foi elaborado pelo aluno Vítor Gomes do 1º ano do Curso Técnico de Organização de Eventos.



0

Erasmus

No presente ano letivo a Escola Profissional Raul Dória continua a dar continuidade a mais um projeto Erasmus, intitulado “Schools 4.0 – Innovation in Vocational Education”, desta vez pelas mãos das professoras Erica Marques e Daniela Martinho.

 

Recentemente foi publicada mais uma Newsletter, onde falámos um pouco sobre a adaptação da nossa Escola ao Ensino à Distância.

 

O projecto denominado “Schools 4.0 – Innovation in Vocational Education” nasceu de um conjunto de 5 escolas profissionais pertencentes à Rede de Escolas com Educação Profissional orientadas por investigadores do departamento do CEDH – Center for Human Development Studies que, informalmente, organizaram reuniões de reflexão sobre as mudanças de paradigma que devem existir na educação profissional para preparar os jovens para os desafios do século XXI e cujos itens estão delineados na Estratégia 2020.

 

Dada a importância desta matéria, convertida para aplicação imediata no contexto real de trabalho, espera-se que seja criado um quadro para repensar as práticas pedagógicas e identificar as mudanças a introduzir, para passarmos para uma escola do século XXI “School 4.0”, capaz de responder aos desafios atuais da Educação Profissional a nível europeu.

 

Para o efeito, será considerada como ponto de partida a referência que deu origem ao modelo inovador de educação profissional em Portugal, criado no início da década de 1990, no século XX, “A Estrutura Modular nas Escolas Profissionais” (GETAP, Ministério da Educação, 1993.

 

A Raul Dória gostaria de deixar um agradecimento especial aos nossos professores por todo o esforço e dedicação durante este período tão atípico e aos nossos alunos por se manterem unidos e colaborarem num ensino que nos colocou a todos à prova.

0

Cursos

O Técnico de Apoio Familiar e de Apoio à Comunidade é o profissional qualificado e apto a prestar cuidados de apoio direto a indivíduos no domicílio ou em contexto institucional, nomeadamente idosos, pessoas com deficiência e pessoas com outro tipo de dependência funcional temporário ou permanente, de acordo com as indicações da equipa técnica e os princípios deontológicos de atuação.

Este curso tem a duração de 3 anos e dupla certificação: 12º ano de escolaridade + Certificado Profissional Nível 4.

 

 

Atividades Principais

 

– Planear o serviço relativo aos cuidados a prestar, selecionando, organizando e preparando os materiais, os produtos e os equipamentos a utilizar;

– Apoiar o indivíduo na realização de atividades instrumentais quotidianas;

– Prestar cuidados básicos de higiene, conforto e eliminação ao cliente, no seu domicílio ou em contexto institucional de acordo com as orientações da equipa técnica;

– Apoiar o indivíduo nos cuidados de alimentação e nutrição de acordo com as orientações da equipa técnica;

– Estabelecer a articulação com a equipa técnica responsável reportando a evolução do estado físico ou psíquico, situações anómalas e/ou agravamento do estado de saúde do cliente, de acordo com as orientações e procedimentos definidos pela equipa técnica;

– Participar no desenvolvimento de atividades de animação/ocupação de tempos livres do indivíduo;

– Participar na prevenção de acidentes domésticos em contexto institucional ou domiciliário de acordo com as orientações da equipa técnica;

– Assegurar a recolha, triagem, transporte e acondicionamento de resíduos decorrentes da prestação de cuidados de higienização, conforto e eliminação ao indivíduo, garantindo o manuseamento adequado dos mesmos de acordo com procedimentos definidos;

– Participar na prevenção da negligência, abusos e maus­-tratos sobre o indivíduo;

– Auxiliar o profissional de saúde na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoas com dependência funcional, temporária ou permanente.

 

 

Saídas Profissionais

 

– Instituições de solidariedade social;

– Centros de Terceira Idade;

– Lares;

– No domicílio do utente.

 

 

Benefícios

 

– Bolsa de material (Escalão A: 163,00€ / Escalão B: 81,50€ / Escalão C: 36,75€);

– Subsídio de alimentação;

– Bolsa de profissionalização (43,88€ p/ mês de estágio);

– Subsídio de transporte;

– Seguro de acidentes pessoais;

– Estágio em empresa do setor;

– Qualificação profissional certificada;

– Acesso direto ao ensino superior;

– Participação em projetos Erasmus+.

 

 

Se é este o curso que procuras, não percas mais tempo e garante a tua vaga na Raul Dória!

 

Faz já a tua inscrição!

0