Your address will show here +12 34 56 78
Sem categoria

ORIENTAÇÃO

 

Âmbito: Infeção pelo Coronavíris SARS-CoV-22, agente casual da COVID-193

 

Neste âmbito, a Escola Profissional Raul Dória (EPRD), está a seguir as recomendações e orientações da DGS – Direção Geral de Saúde e da DGESTE

 

Reforça as seguintes medidas do quotidiano nas salas de aula e áreas comuns:

 

  • intensificar a limpeza em todo o espaço escolar,

  • limpar os puxadores regularmente,

  • garantir o seu arejamento dos espaços,

  • reforçar a colocação de papel e sabonete nas casas de banho,

  • colocar gel desinfetante em áreas estratégicas e de grande afluência,

  • não utilizar o relógio de ponto por tempo indeterminado.

 

Aconselha procedimentos básicos de higienização das mãos, Etiqueta respiratória e Procedimentos Sociais:

 

  • lavar frequentemente as mãos, com água e sabão, esfregando-as bem durante pelo menos 20 segundos, incluindo o dorso das mãos e unhas;

  • reforçar a lavagem das mãos frequentemente e antes e após a preparação e consumo de alimentos, após o uso da casa de banho e sempre que as mãos lhe pareçam sujas;

  • usar em alternativa, para higiene das mãos, uma solução à base de álcool;

  • usar lenços de papel (de utilização única) para se assoar;

  • deitar os lenços usados num caixote do lixo e lave as mãos de seguida;

  • tossir ou espirre para o braço com o cotovelo fletido e não para as mãos;

  • evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias;

  • evitar o aperto de mão, abraços e beijos.

 

Informa procedimentos para alunos, docentes, formadores e pessoal não docente que tenham estado em contacto com pessoas portadoras do Corona Virus:

 

Num prazo de 14 dias, recomenda-se aos alunos, docentes, formadores e pessoal não docente que tenham estado em contacto com pessoas portadoras do Coronavíris SARS-CoV-22:

 

  • estar atento ao aparecimento de febre, tosse ou dificuldade respiratória;

  • medir a temperatura corporal duas vezes por dia e registar os valores;

  • verificar se alguma das pessoas com quem convive de perto, desenvolvem sintomas (febre, tosse ou dificuldade respiratória);

  • caso apareça algum dos sintomas referidos (no próprio ou nos seus conviventes), não se deslocar de imediato aos serviços de saúde;

  • telefonar para o SNS24 (808 24 24 24);

  • seguir as orientações do SNS24;

  • recomenda-se também ao bom uso dos Procedimentos básicos de higienização das mãos, Etiqueta respiratória e Procedimentos Sociais.

 

Estas medidas enquadram-se na Emergência de Saúde Pública Internacional declarada pela OMS, na sequência. Os Países aumentaram a sua vigilância para diagnosticar rapidamente possíveis novos casos de COVID-19.

 

PLANO DE CONTINGÊNCIA

 

Definição de caso suspeito e sintomas:

 

Critérios Clínicos: Infeção respiratória aguda (febre ou tosse ou dificuldade respiratória)

Critérios Epidemiológicos: História de viagem para países com transmissão comunitária ativa nos 14 dias antes do início dos sintomas ou contacto com caso confirmado

 

Sintomas semelhantes a uma gripe ou, mais grave, a uma pneumonia com febre, tosse e dificuldade respiratória.

 

Como se transmite:

 

Transmissão direta, via aérea: Através da disseminação de gotículas respiratórias quando a pessoa tosse, espirra ou fala ou através do contacto com mucosas oral, nasal, ocular (boca, nariz, olhos).

Transmissão indireta: através do contacto das mãos numa superfície ou objeto com o coronavírus.

 

PROCEDIMENTO:

 

Para um aluno, docente, formador e pessoal não docente que apresente os sintomas acima referidos e esteja nas instalações da Escola Profissional Raul Dória (EPRD) deve:

 

  1. O aluno, docente, formador ou pessoal não docente contactar de imediato, via telemóvel, a Direção Executiva/Direção Administrativa-Financeira/ Direção Pedagógica que por sua vez informa a Direção-Geral de Saúde.

  2. Dirigir-se sozinho para a sala de isolamento, sala 1G5.

  3. Na sala de isolamento contactar o SNS24, 808 24 24 24 e seguir as instruções.

 

Para um aluno, docente, formadores e pessoal não docente que manteve contacto com caso confirmado de infeção por coronavírus (SARS-CoV-2/COVID19) ou com mais de 100 casos confirmados, o aluno, docente, formador e pessoal não docente deve:

 

  1. não entrar nas instalações da EPRD;

  2. contactar de imediato, via telemóvel, Direção Executiva/Direção Administrativa-Financeira/ Direção Pedagógica;

  3. contactar o SNS24, 808 24 24 24 e seguir as instruções;

  4. permanecer em quarentena durante 14 dias.

 

A EVOLUÇÃO DA SITUAÇÃO PODE SER ACOMPANHADA EM WWW.DGS.PT

0

Sem categoria

No dia 7 de fevereiro, toda a Comunidade Escolar teve direito a uma pequena formação dada pela Lipor.

 

O que é a Lipor?

 

A Lipor – Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto – é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos Resíduos Urbanos produzidos pelos oito municípios que a integram: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.

 

Sustentada nos modernos conceitos de gestão de resíduos urbanos, que preconizam a adoção de sistemas integrados e a minimização da deposição de resíduos em aterro, a Lipor desenvolveu uma estratégia integrada de valorização, tratamento e confinamento dos resíduos urbanos, baseada em três componentes principais: Valorização Multimaterial, Valorização Orgânica e Valorização Energética, completadas por um Aterro Sanitário para receção dos rejeitados e de resíduos previamente preparados.

 

Serviço de Intervenção Ambiental Customizado (SIAC)

 

A Lipor tem um projeto intitulado Serviço de Intervenção Ambiental Customizado (SIAC) que visa a criação de hábitos de reciclagem junto de entidades públicas ou privadas de cariz social, educativo ou empresarial, tais como escolas, hospitais, entre outros organismos.

 

Este projeto que teve o seu início em 2019, pretende simultaneamente promover a adoção de boas práticas tocando assim em temáticas ambientais, comportamentais, de cidadania participativa e de responsabilidade social.

 

Numa primeira fase a Lipor realizou uma visita às nossas instalações com o intuito de perceber quais os nossos hábitos de reciclagem, para posteriormente sugerir alterações de metodologia.

 

Rumo à Sustentabilidade

 

Com o intuito de atuar de uma forma sustentada e focada na otimização e gestão de resíduos urbanos ou equiparados, a Lipor colocou em todas as salas de aula sacos amarelos e sacos azuis, tendo sido explicado aos alunos que o objetivo era diminuir o lixo comum e aumentar os sacos próprios para reciclagem.

 

Nos pisos comuns da nossa Escola, dispomos de depósitos próprios para colocar o vidro e, para depositar as pilhas, foram criados pontos estratégicos, como a sala de professores. Também nos foi explicado que a recolha de tampinhas é valorizada, uma vez que o valor é convertido em material ortopédico.

 

Relativamente à recolha seletiva de resíduos recicláveis, foi-nos explicado que existe o Projeto: Ecofone (iniciado em junho de 2000), que oferece um serviço de recolha em dia e hora a acordar.

 

Por agora, todos iremos tentar cumprir a “missão” que a Lipor nos atribuiu!

0

Sem categoria

Está a decorrer, desde o início do ano letivo, uma campanha de recolha de tampinhas para ajudar a Margarida Cunha, uma jovem de 14 anos que apresenta sequelas de malformação arteriovenosa.

 

O que é uma malformação arteriovenosa?

 

Uma malformação arteriovenosa (MAV) é uma conexão entre artérias e veias sem o usual sistema capilar. Esta anomalia vascular é amplamente conhecida por causa da sua ocorrência no sistema nervoso central (cerebral), mas podem aparecer em qualquer local.

 

Embora muitos MAVs sejam assintomáticos, podem causar intensa dor ou sangramento e levar a outros problemas médicos sérios.

 

As malformações arteriovenosas  geralmente são congénitas, mas os padrões de transmissão são frequentemente desconhecidos. Geralmente não é uma doença hereditária, a não ser no contexto de algumas síndromes específicas.

 

 

Uma tonelada de tampinhas já chegaram a bom porto

 

Dada a sua condição clínica, a Margarida necessita de tratamentos e terapias diárias, tais como as terapias de estimulação cognitiva.

 

De forma a ajudarmos a Margarida nos seus tratamentos, juntamente com outras parcerias estabelecidas, já conseguimos angariar uma tonelada de tampinhas.

 

O cartaz desta iniciativa foi elaborado pela aluna Bianca do 1º ano do Curso Técnico de Organização de Eventos.

 

Vamos continuar a nossa missão…

 

Tampem-se à Margarida!



tampa-te à margarida tampa-te à margarida
0

Sem categoria

Os cursos EFA – Educação e Formação para Adultos são destinados a adultos com idade igual ou superior a 23 anos.

Estes cursos desenvolvem-se segundo um percurso de qualificação profissional que conferem a possibilidade de aquisição de competências profissionais com vista a uma reinserção ou  progressão no mercado de trabalho.

Todos os alunos irão receber regalias sociais de acordo com a legislação em vigor, sendo elas:

 

Bolsa de Formação:

O valor máximo mensal elegível da bolsa de formação corresponde a 50% IAS (217,88€ p/ mês) para os Cursos de Educação e Formação para Adultos / Vida Ativa.

Em ambas as bolsas não é atribuída a formandos desempregados que estejam a receber qualquer prestação de desemprego, subsídio social de desemprego e RSI.

Não é atribuída no período de gozo de férias.

 

Subsídio de Refeição:

Atribuido nos dias em que o período de formação seja igual ou superior a 3 horas (4,77€ p/ dia).

 

Despesas de Transporte:

Montante equivalente ao custo das viagens realizadas em transporte coletivo (utilização de transportes públicos) por motivo de frequência de ação de formação, pelo valor mínimo.


Para mais informações, entre em contacto connosco.

0